NÃO QUANTIFICAR

01/09/2012 by

NÃO QUANTIFICAR

Gente de Deus,

Povo abençoado que não quer perder a bênção.
Gente que vive aprendendo, a cada dia, e não se cansa de aprender.
Gente que está disposta a abandonar velhos costumes, tão logo descobre que não são bons.
Gente que se submete ao Senhor, para crescer.
Gente que suporta a disciplina.
(Apanhar faz bem, quando quem bate é o Senhor).
É como apanhar de mãe – dói, mas tem um quê de doçura.
Glória a Deus por seu Grande Amor!
Lição nova que eu não sabia, nem ouvi jamais alguém ensinar.
Coisa interessante que afeta a continuidade do sucesso.
Coisa que os bem sucedidos precisam aprender, para continuar na vitória.
O quê?
Não quantificar. Não contar. Não assumir o poder sobre as coisas.
O Davi
Estava numa situação de muito sucesso.
Aí, decidiu capitalizar o sucesso.
Como?
Mandou contar o povo de Israel.
Coisa típica de IBGE.
Aquilo foi muito ruim.
Foi tão ruim, que até o próprio Joabe (sujeito insensível), percebeu que a coisa não era boa.
Resistiu, mas Davi manteve a ordem, e esta prevaleceu.
Joabe foi e obteve os números.
Mas, qual o problema?
Isso é tão comum, hoje em dia.
Até as igrejas mantém rol de membros, lista de alunos da Escola Bíblica, com direito à chamada e tudo o mais.
Até os bebês são listados no Rol do Berço.
O que há de errado com isso?
Leia I Crônicas 21
“1Então, Satanás se levantou contra Israel e incitou a Davi a levantar o censo de Israel. 2Disse Davi a Joabe e aos chefes do povo: Ide, levantai o censo de Israel, desde Berseba até Dã; e trazei-me a apuração para que eu saiba o seu número. 3Então, disse Joabe: Multiplique o Senhor, teu Deus, a este povo cem vezes mais; porventura, ó rei, meu senhor, não são todos servos de meu senhor? Por que requer isso o meu senhor? Por que trazer, assim, culpa sobre Israel? 4Porém a palavra do rei prevaleceu contra Joabe; pelo que saiu Joabe e percorreu todo o Israel; então, voltou para Jerusalém. 5Deu Joabe a Davi o recenseamento do povo; havia em Israel um milhão e cem mil homens que puxavam da espada; e em Judá eram quatrocentos e setenta mil homens que puxavam da espada. 6Porém os de Levi e Benjamim não foram contados entre eles, porque a ordem do rei foi abominável a Joabe.
7Tudo isto desagradou a Deus, pelo que feriu a Israel. 8Então, disse Davi a Deus: Muito pequei em fazer tal coisa; porém, agora, peço-te que perdoes a iniqüidade de teu servo, porque procedi mui loucamente. 9Falou, pois, o Senhor a Gade, o vidente de Davi, dizendo: 10Vai e dize a Davi: Assim diz o Senhor: Três coisas te ofereço; escolhe uma delas, para que ta faça. 11Veio, pois, Gade a Davi e lhe disse: Assim diz o Senhor: Escolhe o que queres: 12ou três anos de fome, ou que por três meses sejas consumido diante dos teus adversários, e a espada de teus inimigos te alcance, ou que por três dias a espada do Senhor, isto é, a peste na terra, e o Anjo do Senhor causem destruição em todos os territórios de Israel; vê, pois, agora, que resposta hei de dar ao que me enviou. 13Então, disse Davi a Gade: Estou em grande angústia; caia eu, pois, nas mãos do Senhor, porque são muitíssimas as suas misericórdias, mas nas mãos dos homens não caia eu.
14Então, enviou o Senhor a peste a Israel; e caíram de Israel setenta mil homens”.
Pois é, a coisa nos parece simples, inocente, mas é grave.
Temos sido enganados
Vivemos uma mentira tão grande que trechos como esse da Palavra de Deus, tão claro em sua interpretação, passam batidos.
Aí, pensamos:
“Não deve ser isso. Isso é coisa do Velho Testamento, não vale mais”.
Olha o meu caso
O Senhor tem me concedido participar de sua intimidade. Que doce privilégio.
Então, nesse relacionamento, você tem vontade de se isolar do mundo. É um erro.
O certo é viver no mundo, entre os homens, e ser luz e sal no meio deles.
Então, você deve penetrar nos ambientes mais complicados, desde que o Senhor esteja com você.
Ele lhe fará bem sucedido.
A vitória se obtém no campo de batalhas. Creia.
O sal não tem valor enquanto permanecer no saco de sal. É preciso ser misturado no alimento.
A luz não tem função se colocada debaixo de uma tijela. Ela deve ser colocada lá em cima.
Enfrente as lutas que o Senhor lhe concede.
Vai nessa.
Vocês sabem que tenho servido às crianças com os aviõezinhos. Tá lá no www.kerovoar.com.br
Eu tenho recebido tantos elogios que fico sem saber o que fazer com eles.
Tenho tido tanta aprovação que fico angustiado sobre o que fazer com elas.
Sei que não é minha a Glória e busco caminhos de não ensoberbecer.
Às vezes, penso: “Se o que eu buscava era reconhecimento, carinho das pessoas, então, já alcancei. Acabou”.
Mas, não paro de agir, porque sei que o que interessa são as obras de amor.
Aí, preciso dialogar e, sem o perceber, menciono as vitórias.
E preciso dos números.
Comecei a me sentir mal (eu me sinto mal quando o Espírito de Deus começa a se afastar de mim).
Entro em angústia.
Começo a orar até restaurar a comunhão.
Peço perdão, mesmo sem saber do que.
Aí, presto atenção no que foi que fiz, leio a Palavra, exponho-me ao Senhor e ele revela o que foi,
O que foi?
O nome do Projeto começou a ser muito repetido e a Glória começou a ser minha. Parei de usar.
Nas mensagens a pessoas, tanto faladas quanto escritas, eu comecei a mencionar o número de crianças que tenho atendido, e isso não tem sido bom.
Tenho mencionado o quanto gastei para chegar até aqui, e isso trouxe tristeza.
Fui ficando engasgado em minha alma e perguntei:
“Senhor, o que está errado?”
O que está errado
É que quantificar serve para dominar, para se transformar no Deus da realização.
E o Senhor se afasta.
Ele se afasta sempre que nós dizemos, por palavras ou por atos que “está comigo”, “tenho o domínio da coisa” e, mesmo sem perceber significamos “o Senhor está dispensado”, “não preciso mais de sua ajuda”, “posso caminhar sozinho”.
Ele se afasta e nós ficamos mal.
O maligno comemora.
A coisa desanda.
A tristeza chega.
A carne começa a prevalecer, e começamos a ficar expostos ao pecado.
E,
Olhando para mim mesmo, vejo um comportamento estranho.
Vejo a prevalência de pensamentos que já estavam vencidos, ou sob controle.
E começo a freiar as minhas ações, impondo-lhes um limite legal, mesmo que eu perca o prazer no que faço.
As pessoas que antes respeitavam a presença do servo de Deus, agora dão largas a indecências.
O dinheiro passa a ser preocupação.
E acontecem os problemas de saúde.
Misericórdia, Senhor!
Tudo é teu.
Não preciso dominar, não preciso de Glória, a não ser aquela que o Senhor me der.
E o Senhor recebe os elogios. Que passem por mim, em direção a Ti, que és digno.
Basta-me saber
Que tenho feito as coisas por amor a Ti, em resposta ao teu grande amor.
Que tenho servido aos pequenos, que são dignos.
Que o Senhor recompensa do modo certo aqueles que trabalham para Ti.
Que o Senhor me dá tudo o que preciso para fazer o que devo. Sempre.
Eu já entendi
Que não devo me isolar dos homens.
E que devo me envolver com eles, de modo que o bom testemunho os toque, cause impacto, inquiete, transforme, envolva.
Dando-lhes oportunidade de serem participantes de algo bom.
E alguns ajudarão, outros vão ignorar, e outros vão se levantar contra. Isso é normal.
Mas, eu preciso estar certo de que o Senhor está no controle.
E fica um testemunho.
O Senhor está no controle.
O Senhor é Deus,
O servo.
P.S.
Ainda estou aprendendo.
Diga o que você pensa.

Posts Relacionados

Tags

Compartilhar

2 Comentários

  1. Agnaldo

    Pastor, boa tarde.
    Creio que a fama e o reconhecimento sejam uma das coisas mais difíveis de se lidar, principalmente quando sabemos que o que temos não é nosso mas do Senhor Jesus. É preciso buscar no Senhor o discernimento para que não fiquemos embriagados com o reconhecimento do homem e nos afastemos do Senhor que é, sempre foi e sempre será o Verdadeiro Dono de Toda Glória.

    Que Deus continue te abençoando.

    • Massuia

      Agnaldo, é isso aí, homem de Deus!
      Que trabalhemos sempre, em favor dos irmãos, em obediência a Ele, para a Glória dEle.
      E Ele, oportunamente nos exaltará.
      Vale a pena!

Responder para Massuia Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>