OS HOMENS DE SODOMA

11/08/2012 by

OS HOMENS DE SODOMA
Gente de Deus,

Gente que deseja aprender de Deus.
Gente que deseja afastar-se do pecado, por isso quer saber.
Quer saber o que realmente aconteceu.
O que aconteceu, afinal?
Em Sodoma
Os homens eram grandes pecadores.
E eram prósperos.
Entendo que a fertilidade do Vale do Jordão, permitira a riqueza.
Eles, então, construíram cidades, formaram exércitos, constituíram reinos.
E a soberba cresceu.
Os homens de Sodoma desejaram a vida, mas a vida lhes fugia.
Algo estranho como ficar rico e perder a felicidade.
Eles perderam Deus.
Agora, eles desejam obter o contato com Deus, mas o Senhor lhes nega isso.
Então, eles cometem os pecados que ofendem a Deus, ao máximo.
Trata-se de obter de Deus aquilo que o Senhor não pode dar – o Seu Espírito Santo, sem santificação, sem humildade.
Não se tratava de ser homossexual, tal como o entendemos, hoje.
Tratava-se de ofender a Deus, tanto quanto conseguissem.
A essência do espírito que dominava em Sodoma era de exigir de Deus a vida, mas sem abandonar a arrogância.
E o Senhor resiste aos soberbos.
Eles não queriam se oferecer sexualmente aos visitantes de Ló. Não é isso que está escrito.
Eles queriam abusar deles.
E, quanto mais santos parecessem os visitantes, (e eram anjos), tanto mais atendiam aos desejos dos homens de Sodoma.
Os homens de Sodoma desejavam a vida, assim como os demônios a desejam, assim como os carrapatos desejam sangue.
E o modo é obtendo-a à força.
São como os estupradores que desejam obter prazer, sem consentimento.
Sem se dar.
Eles querem Deus, ao modo do diabo.
E, como não conseguem enganar a Deus, eles enganam a sua criatura, tentando sugar o que há de Deus nela.
Os homens de Sodoma são incapazes de conquistar.
Eles não querem respeitar a liberdade alheia.
Eles não querem o risco da rejeição.
Eles não sabem nada da arte da conquista, da incerteza, da angústia do amor, do respeito à liberdade, do respeito à vontade alheia.
Coisa ridícula, aos nossos olhos, aquela de Ló oferecer-lhes as filhas virgens.
Mas, porque foi escrito?
Penso que o Senhor quiz caracterizar que os homens de Sodoma não estavam à procura de prazer sexual, mas de desejo de transgressão.
O prazer deles era transgredir.
Sexo era o modo de transgredir.
E, claro, sodomia não é o único meio de ir para o inferno.
Existem vários outros.
Massuia

Posts Relacionados

Tags

Compartilhar

2 Comentários

  1. Ricardo Ayres Dragonetti

    Quando pecamos vejo que realmente nao é pelo prazer em si … principalmente qdo temos o Senhor, sabemos que o pecado presta, sentimos arrependomento, conhecemos o gosto amargo e sabemos que nunca compensa trocar a ben ção da comunhão com Deus por lentilhas, mas somos tentados a transgredir, nao pelo prazer somente, mas pela afronta a Deus, o desejo do proibido. Como no jardim do eden e Isaias, capitulo 14.
    Obrigado pastor e que Deus abençoe a sua vida te dando todo dia o alimento de fazer a Sua vontade, trazebdo o Seu Reino sobre vidas, principalmente dos jovens.

  2. Ricardo Ayres Dragonetti

    Corrigindo … o pecado não presta.

Responder para Ricardo Ayres Dragonetti Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>